Homens fazem arrastão em ônibus e tentam atirar contra passageiro em Cariacica

A vítima se negou a entregar o celular e, por isso teve, a arma apontada na cabeça. Por sorte, o tiro mascou e ninguém ficou ferido dentro do coletivo TV Vitória
Redação Folha Vitória
O coletivo fazia a linha 540 Foto: TV Vitória

Um ônibus do sistema Transcol foi alvo de arrastão, em Cariacica. De acordo com testemunhas, três homens armados embarcaram no coletivo da linha 540, que faz o trajeto Terminal de Campo Grande a Carapina, na Serra. O crime aconteceu no início da tarde do último domingo (18).

Um dos suspeitos chegou a colocar a arma na cabeça de um passageiro, que não queria entregar o celular, mas a arma mascou. “Ele me pediu o celular, e eu disse que não tinha. Aí ele disse que tinha me visto com o celular, mas eu disse que não entregaria. Foi aí que ele encostou a arma no meu rosto e puxou o gatilho. Nisso, a minha esposa começou a gritar para eu entregar o celular e eu falei que não ia entregar. Depois, ele pegou a cobradora, o dinheiro que estava no caixa, pegou o meu celular e foi embora”, contou o barbeiro.

A vítima estava dentro do ônibus com a família quando os homens anunciaram o assalto. Ainda muito abalada, a dona de casa que é mulher do barbeiro, contou que viveu momentos de terror ao ver o marido na mira de uma arma.

“Só de lembrar eu fico desesperada. Meus filhos estavam do lado vendo tudo. Aquele homem com aquela arma apontada e o menino no colo dele”, disse a mulher.

Os criminosos embarcaram no coletivo no terminal de Campo Grande. Quando o ônibus chegava em frente a Ceasa, eles deram sinal e anunciaram o assalto. Aproximadamente 50 passageiros estavam no veículo. Os bandidos conseguiram roubar a maior parte deles. Além do barbeiro, outro passageiro se negou a entregar o celular e acabou entrando em luta corporal com um dos suspeitos.

Nem a cobradora escapou da fúria dos criminosos e também acabou sendo agredida por eles. “Ele veio e me empurrou na gaveta para pegar o dinheiro. É difícil de trabalhar desse jeito”, afirmou.

As vítimas tiveram celulares, carteiras e outros objetos pessoais roubados, mas apenas o motorista, a cobradora e a família do barbeiro foram à Delegacia Regional de Cariacica para registrar o boletim de ocorrência. 

VOLTAR PARA O TOPO